UMa na primeira opção para minimizar gastos com a educação

AAUMa diz que não há um sistema de ação social justo “para que os alunos carenciados não sejam afastados do ensino”.

O próximo ano letivo reveste-se de grandes dificuldades para as universidades e para os estudantes. Os dados das candidaturas ao ensino superior já mostram menos 1.295 candidatos em relação ao ano anterior, com um total de 45.383 candidatos na 1.ª fase.

João Baptista, representante da Associação Académica da Universidade da Madeira, considera que naquele estabelecimento haverá uma quebra natural no número de candidaturas, mas que será, ainda assim, esbatida pela procura dos jovens madeirenses que procuram minimizar os gastos com a educação

“Essa é a principal razão pela qual acho que não haverá uma grande quebra. As famílias estão significativamente mais afetadas pela crise e não conseguem colocar e manter os filhos a estudar fora da região. A minimização de gastos é o principal motivo para que a Universidade da Madeira seja a primeira opção e a UMa terá que tirar partido desse fator”.

O vice-presidente da direção da associação estudantil sublinha que, no próximo ano letivo, o sistema de ação social tem de estar preparado para um aumento de pedidos de bolsas de estudo. E caso essa resposta não seja a adequada às reais necessidades dos alunos vão se verificar mais desistências.

“Muitos estudantes têm a bolsa como a única hipótese de continuar os seus estudos, e se lhes for interdito esse recurso, não haverá outra opção senão desistir do Ensino Superior. Cabe, também, a toda a sociedade julgar e agir para que o futuro do país não seja comprometido de forma irremediável”.

A Universidade da Madeira, tal como outras instituições académicas, tem propinas acima dos mil euros. Apesar do valor elevado, a Associação Académica não vê grande margem de manobra, sem que se comprometa a estrutura mínima. E, neste âmbito, realça a preocupação do reitor Castanheira da Costa.

“A ligação com a Associação Académica da Universidade da Madeira (AAUMa), que representa todos os alunos da UMa, têm sido excelente, o que evidencia claramente que o reitor, e a sua equipa, está atento aos estudantes. Acredito que o que deve ser melhorado é o aumento de exigência, por parte da Universidade, aos docentes que não têm uma atitude e carácter profissional perante o cargo que representam”.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fblike]

Pin It on Pinterest