Política ambiental “não pode ser feita de costas voltadas para a população”

«Hoje é um dia com visibilidade, mas muitas vezes estes trabalhos são feitos de forma discreta”.

mantonioO secretário regional do Ambiente e dos Recursos Naturais participou hoje numa ação de voluntariado ambiental, na Achada do Teixeira, em Santana, no âmbito do Projeto Life – «Maciço Montanhoso Central Oriental» e aproveitou para destacar o trabalho que tem sido realizado ao nível da preservação e valorização do ambiente, assim como os seus impactos para a segurança das populações.

O trabalho voluntário foi considerado decisivo para os objetivos do Governo Regional nesta matéria. «O trabalho voluntário é decisivo. Decisivo também porque hoje há carências em termos de meios, nomeadamente humanos, na administração pública. São conhecidos os cortes que afetam a capacidade desses serviços e nós não queremos pagar. Esta é uma forma de não parar apesar dos cortes».

Manuel António Correia acrescentou mesmo que o trabalho ambiental não pode ser realizado de costas voltadas para o população. Este combate às infestantes e preservação das espécies vegetais e animais contam com a intervenção de todos. «Não somos defensores de uma política ambiental de costas voltadas para a população. Pelo contrário, é preciso incentivar cada vez mais as pessoas a participar».

A iniciativa contou com a participação de 35 pessoas, de várias associações e empresas, que são, reiterou o governante, um exemplo de cidadania. «Hoje é um dia com visibilidade, mas muitas vezes estes trabalhos são feitos de forma discreta, mas muito importante para a natureza».

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest

Advertisment ad adsense adlogger