Finanças com “casa arrumada”

As medidas implementadas na Madeira têm dado bons resultados e vão facilitar a tarefa ao novo governo.

20150404_104928_Burst01O secretário regional do Plano e Finanças, Ventura Garcês, garantiu hoje que as medidas implementadas pela Região Autónoma da Madeira, com “sacrifício para o povo madeirense”, têm dado bons resultados, como é possível comprovar através do último boletim de execução orçamental, e vão facilitar a tarefa ao novo governo.

“Estamos no caminho certo para, num futuro bem próximo, tomarmos algumas medidas de incentivo à economia e para, por sua vez, combatermos o flagelo do desemprego. São os dois vetores essenciais, mas para isso tivemos de fazer o nosso trabalho de casa (…). Estão criadas as condições para o próximo governo desencadear outros mecanismos”, como seja a redução da carga fiscal.

O governante falava, esta manhã, à margem do 84º aniversário da Revolta da Madeira. A Revolta da Madeira, também referida como Revolta das Ilhas ou Revolta dos Deportados, foi um levantamento militar contra o governo da Ditadura Nacional (1926-1933) que ocorreu na ilha da Madeira, iniciando-se na madrugada de 4 de abril de 1931. A 8 de abril, o levantamento alastrou a algumas ilhas dos Açores e, a 17 de abril, alastrou, também, à Guiné Portuguesa. Existiram também tentativas de levantamento militar em Moçambique e na ilha de São Tomé, que falharam logo no início. Os levantamentos militares, planeados para o continente, nunca ocorreram.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest