Shimon Peres «vai ser recordado pelo seu compromisso com a paz no Médio Oriente»

O Ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, afirmou que o ex-Presidente de Israel e Prémio Nobel da Paz Shimon Peres, falecido hoje aos 93 anos, «vai ser recordado pelo seu compromisso com a paz no Médio Oriente, construída numa solução política e histórica duradoura».

«As mais sentidas condolências» ao povo, ao Governo e ao Presidente israelitas foram ainda transmitidas pelo Ministro.

Nas declarações à Agência Lusa, Augusto Santos Silva disse também esperar que o choque causado pelo desaparecimento do antigo líder israelita «possa ser uma chamada de atenção para todos e para as responsabilidades de todos na construção do diálogo político necessário para que a solução dos dois Estados possa ser finalmente implantada».

«Shimon Peres foi um dos que mais bem percebeu que a segurança de Israel estava e está, indissoluvelmente, ligada ao diálogo com os palestinianos e à construção de uma solução política duradoura para o conflito», sublinhou o Ministro.

Augusto Santos Silva realçou que «a única solução viável e legítima é a dos dois Estados independentes, Israel e Palestina, vivendo lado a lado e coexistindo pacificamente».

«Todos sabemos que o conflito israelo-palestiniano é uma das raízes das tensões mais gerais no Médio Oriente e todos sabemos que esse conflito pode e deve ser resolvido numa solução que todos sabemos qual é», concluiu.

O Ministro representará Portugal no funeral de Shimon Peres, no dia 30 de setembro, em Jerusalém.

Pin It on Pinterest