Gabinete de Trump já começa a gerar polémica

Donald Trump escolheu para “estratega e conselheiro sénioraquele que já foi considerado o mais perigoso operacional político da América“. Trata-se de Steve Bannon, empresário e antigo líder da Breitbart News, um portal noticioso acusado, no passado, de ser um veículo incendiário de mensagens de ódio racial.

Bannon saiu da Breitbart News em Agosto para ser figura de proa na campanha presidencial de Donald Trump. John Weaver, o estratega de campanha de John Kasich, republicano vencido por Trump nas primárias, insurgiu-se contra a nomeação de um “racista anti-semita” para um cargo em que fica ao mesmo nível que o de chefe de gabinete.

A nomeação de Bannon está a ser muito criticada por uma associação de judeus americanos, a Anti-Defamation League, que considera a nomeação um “ataque aos valores americanos”. Bannon, hoje com 62 anos, foi acusado, em 1996, de violência doméstica.

Nasceu na pequena cidade de Norfolk, na Virginia, numa família pobre de apoiantes do Partido Democrata. Após os estudos, inscreveu-se na Marinha e terá sido aí que a sua identidade política se formou.

Quando saiu da Marinha, voltou aos estudos e, depois de um MBA em Harvard, arranjou emprego na Goldman Sachs, onde se apaixonou pelo sector dos investimentos. Aí permaneceu até 1990.

Pin It on Pinterest