Portugueses valorizam cada vez mais descontos diretos

As ofertas de pagamento atraem cada vez mais os portugueses. Nesta época natalícia, os descontos diretos nos produtos são a oferta mais valorizada pelos consumidores.

No total, 76% favorecem esta opção, sendo que 69% a referem em primeiro lugar. O cash back, que consiste no reembolso de parte do valor pago, reúne agora 30% das preferências.

No terceiro lugar da lista de ofertas mais valorizadas para pagar as compras de Natal está o crédito sem juros. Esta forma de pagamento, que no ano passado conquistava 20% dos inquiridos, interessa agora a 22% dos consumidores.

Este ano, as mensalidades reduzidas e o início do pagamento dois meses depois da compra são ofertas valorizadas por 10% dos consumidores, em ambos os casos. Em relação ao ano anterior, verifica-se que estas duas opções reúnem até mais adeptos. Em 2015, as mensalidades reduzidas eram referidas por 4% dos inquiridos e apenas 3% referiam o início do pagamento dois meses depois da compra.

«Isto mostra que o consumidor não só está atento, como procura adotar novos comportamentos de consumo, diminuindo desta forma os custos globais das suas compras através das várias modalidades de descontos», sublinha Pedro Camarinha, diretor de distribuição do Cetelem.

A intenção de utilizar cartões de fidelidade na compra dos presentes é, no entanto, ligeiramente inferior este ano (58%) do que em 2015 (62%), crescendo a percentagem dos que não os utilizarão de todo no pagamento das compras natalícias (37%).

Este estudo foi desenvolvido pelo Observador Cetelem em colaboração com a Nielsen, tendo sido realizados 600 inquéritos por telefone, a indivíduos de Portugal continental, de ambos os sexos, com idades compreendidas entre os 18 e os 65 anos, entre os dias 26 e 28 de setembro de 2016. O erro máximo é de +4.0 para um intervalo de confiança de 95%.

 

Pin It on Pinterest