Foz da Ribeira do Faial eleita geossítio do mês

O site da Geodiversidade, dinamizado pela Secretaria Regional do Ambiente e Recursos Naturais, elegeu para o mês de dezembro o “geossítio S01 – Foz da Ribeira do Faial”.

“Neste geossítio observa-se um magnífico exemplo da estrutura interna de derrames lávicos designado por disjunção prismática, ou colunar. As colunas da disjunção apresentam uma geometria muito perfeita e ocorrem numa espessa escoada basáltica da Formação do Funchal do Complexo Vulcânico Superior (CVS2). A escoada correu pelo interior do vale da Ribeira do Faial, escavado em sequências do Complexo Vulcânico Intermédio (CVM2 e CVM3) e do Complexo Vulcânico Superior (CVS1)”, pode ler-se no site da Geodiversidade.

Deste local, acrescenta a informação, “observa-se ainda o relevo circunscrito da Penha de Águia, em cujas vertentes escarpadas afloram sequências vulcânicas da Formação da Penha de Águia (Complexo Vulcânico Intermédio – CVM2), que incluem depósitos sedimentares brechóides na base e um espesso empilhamento de derrames lávicos do tipo pahoehoe no topo”.

Pin It on Pinterest