Militar israelita condenado por homicídio

Um militar israelita, o sargento Elor Azaria, jovem auxiliar médico que disparou sobre um palestiniano que jazia no chão, ferido e desarmado foi condenado hoje por homicídio.

Os eventos aconteceram em Março do ano passado, num bairro de Hebron, cidade no território palestiniano da Cisjordânia ocupado por Israel. Dois palestinianos atacaram a faca soldados israelitas, conseguindo ferir um deles. Um dos atacantes foi logo morto. O outro, Abdel al Fatah al-Sharif, ficou gravemente ferido. Azaria, que chegou ao local minutos depois, queixou-se a um camarada: “Como é que o meu amigo foi esfaqueado e o terrorista ainda está vivo?”. Apontou a sua espingarda para Al-Sharif e disparou sobre a cabeça deste.

O incidente foi gravado em vídeo e divulgado publicamente, obrigando o exército israelita a abrir um processo e acusar Azaria de homicídio.

Pin It on Pinterest