Governo dos Açores garante qualidade de bovinos abatidos nos matadouros

O Diretor Regional da Agricultura assegurou hoje a qualidade das carcaças de bovinos abatidos nos matadouros dos Açores, adiantando que 95,71% das 44 mil cabeças de gado analisadas em 2016 apresentaram PH inferior a 6 e apenas cinco animais tiveram um PH superior a 6,8. “Não faz, assim, qualquer sentido a suspeição lançada pelo CDS/PP sobre a qualidade da carne abatida nos matadouros dos Açores”, frisou José Élio Ventura.

Os abates de bovinos cresceram 6,7% de 2014 para 2015 e 21,1% de 2015 para 2016, tendo este aumento sido praticamente todo destinado à exportação. “Este facto é bem demonstrativo da evolução sem paralelo que estamos a viver, particularmente no que respeita à expedição e exportação da carne bovina dos Açores”, afirmou o Diretor Regional.

José Élio Ventura salientou, ainda, que “esta evolução não acontece por acaso”, acrescentando que se deve a “uma estratégia para o setor assente em investimentos nos matadouros da Região já realizados ou em curso, no valor de mais de 15 milhões de euros, na Graciosa, Faial, Terceira e São Miguel, para além de um trabalho contínuo junto dos produtores e dos mercados para a obtenção e promoção de produtos de qualidade”.

“Esta é uma questão essencial e que deve ser encarada com a máxima responsabilidade por todos os agentes, particularmente num momento em que nos encontramos de franca expansão e de clara conquista de mercados no setor da carne”, sublinhou.

Para o Diretor Regional, “colocar em causa a qualidade da carne dos Açores é uma leviandade que não corresponde à realidade e que, na ânsia de procurar criar factos políticos, só contribui para prejudicar os Açores, as suas produções e, sobretudo, os agricultores da Região”.

Pin It on Pinterest