Segurança Social cobrou 92 milhões de euros no âmbito do PERES

O Programa Especial de Redução do Endividamento ao Estado na Segurança Social cobrou, até ao dia 13 de janeiro, 92 milhões de euros, refere uma nota divulgada pelo gabinete do Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.

A nota realça que o valor é ainda provisório, uma vez que ainda está a decorrer o apuramento integral dos pagamentos efetuados no dia 13 de janeiro.

«Entre 4 de novembro, data em que se iniciou o programa especial, e 23 de dezembro, data limite de adesão ao Programa Especial de Redução do Endividamento ao Estado na Segurança Social, preencheram formulário de adesão, no âmbito da Segurança Social, cerca de 50154 contribuintes», lê-se ainda.

Dos 50154 contribuintes, 32772 efetuaram pagamentos, concretizando assim a sua adesão ao PERES, dos quais 40% pessoas coletivas e 60% pessoas singulares. Deste universo, «32% optou pelo pagamento integral dos valores em dívida, enquanto 68% preferiu o pagamento em prestações».

Pin It on Pinterest