Primeiro-Ministro confirmou a sua “confiança” no Professor Mário Centen

O Primeiro-Ministro António Costa confirmou a sua «confiança no Professor Mário Centeno no exercício das suas funções governativas» após ter lido a comunicação do Ministro das Finanças e após contacto com o Presidente da República, refere o Primeiro-Ministro em comunicado.

«Sob a responsabilidade direta» do Ministro das Finanças, «Portugal logrou, em 2016, a estabilização do setor financeiro. As condições do setor bancário são hoje substancialmente melhores do que as que encontrámos em dezembro de 2015».

Em 2016, o Ministro Mário Centeno «conseguiu o melhor exercício orçamental da nossa vida democrática, no quadro de uma reorientação da política económica, que permitiu a devolução de rendimentos e a criação de condições para o investimento, que se saldou pela aceleração do crescimento e melhorias significativas na criação de emprego».

O Primeiro-Ministro sublinha que «este esforço tem de prosseguir a par do processo de estabilização do setor financeiro».

«Esclarecida a lisura da atuação do Governo», no processo de recapitalização da Caixa Geral de Depósitos pela declaração do Ministro das Finanças, «nada justifica por em causa a estabilidade governativa e a continuidade da sua política», para a qual «o contributo do Professor Mário Centeno continua a ser de grande valia».

Pin It on Pinterest