“RobôBrava é semente para Playground de Tecnologia e Robótica do Brava Valley”

É já na próxima sexta-feira, dia 10 de março, que acontece o primeiro evento RobôBrava, uma iniciativa da Secretaria Regional da Economia, Turismo e Cultura, através da Direção Regional da Inovação, Valorização e Empreendedorismo, que conta com o apoio da Câmara Municipal da Ribeira Brava, o patrocínio do Grupo XIS e a colaboração da Lego Educação e da Arabot Hi-FI, distribuidora da marca para Portugal.

O secretário regional da Economia, Turismo e Cultura, Eduardo Jesus, que apresentou, ontem, a iniciativa, em conferência de imprensa, explicava que o RobôBrava é “uma semente que estamos a lançar para o Playground de Tecnologia e Robótica que queremos instalar na Ribeira Brava, no âmbito do projeto Brava Valley  e que vem cimentar a aposta que o Governo Regional tem inscrita no Programa de Governo e que envolve a inovação, o empreendedorismo, a tecnologia, neste caso dirigido a um universo específico, e também porque acreditamos que são estas gerações mais novas que são portadoras de uma mensagem que se prolongará no tempo”.

O primeiro evento acontece num espaço no centro da Ribeira Brava, em dois turnos (manhã e tarde),  e o objetivo é abranger seis dezenas de alunos do 4º ao 9º anos de escolaridade, daquele concelho. “Vai ser um momento em que vamos tentar familiarizar um conjunto alargado de jovens entre os 9 e os 14 anos com estas questões da robótica, da tecnologia e da programação”.

O desafio será o de construir e programar um robô autónomo a partir de kits específicos. “Tem como objetivo despertar o interesse e a consciência dos mais novos para esta realidade e são realidades que se tornam depois bastante mais fáceis na aprendizagem, porque as crianças têm mais facilidade em aprender se participam no processo, construindo, experimentando, alterando e essa é a grande vantagem que tem, num ambiente que se quer simultaneamente lúdico e desenvolvimento cognitivo e raciocínio lógico”.

Eduardo Jesus salientou anda que a iniciativa não ficará esgotada nesta primeira edição. Será itinerante pelos vários concelhos da Região e ainda neste mês de Março acontece no Funchal, depois regressará à Ribeira Brava, e passará pelos outros concelhos. “A Ribeira Brava será ponto de ligação em todo este trajeto sobretudo porque há esta ligação umbilical ao projeto do Brava Valley e o despertar do interesse e consciência do Playground que queremos ali instalar”, acrescentou o governante que disse contar com o apoio das empresas já referidas e outras, das autarquias, das escolas e das famílias, para desenvolver este projeto.

Sobre o Brava Valley, o Secretário Regional recordou que este é um projeto quer “fomentar o cluster de empresas tecnológicas na Ribeira Brava, com grande benefício para a Região e onde procuramos envolver todas as empresas relacionadas com IT e que possam de alguma forma trazer aspetos diferenciadores e que simultaneamente valorizem esta vertente de ensino”.

Pin It on Pinterest