“Compete-nos ultrapassar estes obstáculos e conseguir a vitória”

Fernando Santos e João Moutinho fizeram, ontem à tarde, a antevisão do Letónia-Portugal desta sexta-feira.

Na sala de imprensa do Skonto Stadium, em Riga, João Moutinho foi o primeiro a responder aos jornalistas a propósito do Letónia-Portugal, que tem início marcado para as 19h45 (21h45 em Riga). O jogo conta para a fase de apuramento do Mundial-2018 e o caminho português só pode passar pela vitória, dado o facto de Portugal seguir com três pontos de atraso em relação ao líder do grupo, a Suíça, e apenas o primeiro classificado ter acesso direto à fase final: “Sabemos que teremos pela frente um adversário extremamente difícil, mas o nosso único pensamento é vencer.”

João Moutinho enfatizou este pensamento quando interrogado a propósito do facto de se viver o período final de época, com o cansaço acumulado: “Estamos numa fase final de época, sim, mas já sabíamos que teríamos estes jogos e teremos de estar na máxima força, com confiança a 100 por cento. Só assim conseguiremos os três pontos frente a uma seleção que em casa pode tornar-se perigosa.”

Fernando Santos demonstrou conhecimento profundo sobre o adversário – “apesar de nesta convocatória ter seis jogadores novos, manterá com certeza as suas principais características” – e deixou vários avisos à navegação: “Em casa galvanizam-se com o público, e têm pela frente um adversário como Portugal, também já por si galvanizante. Compete-nos ultrapassar estes obstáculos e conseguir a vitória. É o que vamos tentar fazer. A Letónia perdeu apenas por 1-0 com a Suíça e 4-1 com Portugal, mas com dois golos depois dos 90 minutos. Isto diz muito sobre as dificuldades que nos podem colocar amanhã. No Algarve, há uns meses, o jogo esteve muito equilibrado e muito difícil. Vamos ter de igualá-los em determinação, esforço e dedicação, e depois esperar que venha ao de cima a nossa maior qualidade.”

A lesão de João Mario deixou o Selecionador Nacional “triste e aborrecido”, mesmo que a lista para o jogo desta sexta-feira tenha ficado automaticamente definida: “Preferia, obviamente, ser eu a tomar uma decisão e depois assumi-la. Chame-se João Mário ou outro nome qualquer é sempre muito aborrecido ver um jogador sair por lesão.”

Fonte: www.fpf.pt

Pin It on Pinterest