António Costa visita oficialmente o Chile

O Primeiro-Ministro António Costa visita oficialmente o Chile, acompanhado pelos Ministros dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, e da Economia, Manuel Caldeira Cabral.

O Primeiro-Ministro é recebido com honras militares junto ao monumento ao herói da independência chilena, Bernardo O’Higgins, seguindo-se os hinos nacionais dos dois países, a deposição de uma coroa de flores e um minuto de silêncio.

O Primeiro-Ministro é recebido pela Presidente da República Michelle Bachelet, seguindo-se a reunião das duas delegações, a uma declaração conjunta à imprensa. Da parte da tarde, o Primeiro-Ministro passeia pela parte antiga de Santiago do Chile, e discursa num seminário empresarial promovido pela AICEP e pela InvestChile. Ao final do dia, visita o Museu da Memória.

No segundo dia, o Primeiro-Ministro visita o Centro Artesanal de Los Dominicos e o centro de Santigo.

O Chile apresenta projeções de crescimento na ordem dos 2% para este ano, sendo um mercado no qual a presença nacional ainda é baixa.

As trocas comerciais entre Portugal e o Chile têm crescido ao longo dos últimos cinco anos, com Portugal a exportar mais do que importa. Contudo, as relações económicas não são muito significativas, sendo o Chile o 59.º cliente de Portugal e Portugal o 38.º fornecedor do Chile.

As exportações portuguesas, que eram de 86 milhões de euros em 2012 subiram para 109 milhões em 2016, enquanto as importações do Chile subiram de 25 milhões em 2012 para 52 milhões em 2016.

As principais exportações portuguesas são de média incorporação tecnologia, nomeadamente, máquinas (31,2%), madeiras e cortiça (24,1%), plásticos e borrachas (11,5%), pastas celulósicas e papel (6,7%) e têxteis (4,9%).

O Chile exporta para Portugal essencialmente produtos de menor incorporação tecnológica, nomeadamente bens alimentares (84,6% do total das exportações), destacando-se uvas, maçãs, peixe congelado, filetes de peixe e moluscos.

Pin It on Pinterest