Cante alentejano incluído pela primeira vez numa ópera

O cante alentejano é, pela primeira vez, incluído numa ópera, “Soror Mariana Alcoforado”, de Amílcar Vasques-Dias, que se estreia no sábado, no Convento dos Capuchos, nos arredores de Almada.

A ópera “Soror Mariana Alcoforado”, sob a direção musical do maestro Brian MacKay, é protagonizada pela soprano Natasa Sibalic, e conta com a participação do cantador Pedro Calado, “sendo certamente a primeira vez que uma ópera inclui cante alentejano”, disse à agência Lusa o violinista Luís Pacheco Cunha, do Quarteto Lopes-Graça, que faz parte do ensemble de dez músicos que acompanha a ópera, que volta à cena no domingo.

A ópera tem libreto de Helena Nóbrega e é baseada n’”As Cartas de Uma Freira Portuguesa – história de uma freira que se apaixonou por um oficial francês, Noël Bouton, Marquês de Chamilly”, publicadas em 1669, e que supostamente revelam um enleio amoroso, durante as Guerras da Restauração (1640-1668), entre uma freira do Convento de N. S. da Conceição, em Beja, e um militar francês.

De acordo com comunicado da Câmara de Almada, a apresentação da ópera insere-se num “programa participativo, construído segundo um formato de residência artística, durante os primeiros seis meses de 2017, no Convento dos Capuchos, com o objetivo de apresentar um espetáculo original e em estreia absoluta nos espaços” do monumento.

Pin It on Pinterest