Festa Templária ‘transporta’ Tomar ao ano de 1190

Tomar volta a ser um burgo medieval, de 6 a 9 de julho. Durante quatro dias a cidade recebe a Festa Templária e quem a visita será transportado no tempo. A “viagem ao passado” terá por companhia cavaleiros, mercadores, artesãos, saltimbancos, músicos, malabaristas, cuspidores de fogo, entre outras personagens da Idade Média. Esta é uma iniciativa do Município de Tomar em parceria com várias entidades da região.

A Festa Templária tem como atração principal a recriação do cerco ao Castelo que ocorreu em 1190. Nesse ano, a 13 de julho, 900 guerreiros árabes sob o comando do rei de Marrocos, Almançor, cercaram o Castelo Templário. Durante seis dias fizeram várias tentativas para conquistá-lo. Mas lá dentro 200 cavaleiros templários liderados por Gualdim Pais travaram o ataque dos muçulmanos, tornando este um marco histórico da cidade.

O programa não fica completo sem o cortejo noturno que reúne as várias personagens históricas, as recriações do acampamento templário, o treino doshomens de armas, as danças medievais, a feira de artesanato alusivo à época, o festival de gastronomia medieval nos restaurantes locais, os petiscos nas tasquinhas, os jogos medievais, entre muitas outras atividades que devolvem Tomar ao século XII.

O programa cultural da Festa inclui ainda a Conferência “Templários – das origens ao terminus”, que terá lugar no Scriptorium do Convento de Cristo, no dia 6 de julho.

Na sexta-feira, 7 de julho, o refeitório dos Frades do Convento de Cristo será o palco de um Jantar Real, com ementa e animação medieval.

A Festa Templária, que tem lugar em várias zonas da cidade, do Mouchão Parque ao Convento de Cristo, passando pelo centro histórico, pretende recordar o passado mantendo viva a influência da Ordem de Cristo, sucessora da Ordem Templária.

Pin It on Pinterest

Advertisment ad adsense adlogger