‘Capacitação das mulheres contribui para a diminuição da pobreza’

A Secretária Regional da Solidariedade Social afirmou hoje, em Ponta Delgada, que a igualdade de circunstâncias entre homens e mulheres no mercado de trabalho contribui para comunidades mais seguras e para a diminuição da pobreza. “O Governo dos Açores está convicto de que, se as jovens e mulheres tiverem a segurança de que necessitam, terão reunidas as condições para uma participação mais ativa na sociedade. As comunidades serão mais seguras, a pobreza diminuirá, as oportunidades de desenvolvimento expandirão e famílias inteiras serão beneficiadas”, frisou Andreia Cardoso.

A Secretária Regional falava na sessão de abertura do Encontro Regional ‘A Valorização e Promoção da Igualdade de Género no Mercado de Trabalho’, promovido pela Associação Centro de Estudos de Economia Solidária do Atlântico (ACEESA), que contou também com a presença da Secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade, Catarina Marcelino.

Na sua intervenção, Andreia Cardoso frisou que “os processos sociais devem ser inclusivos e acessíveis a todos, na lei e na prática”, salientando que “o objetivo último deve ser a criação de um ambiente que seja capacitador tanto para mulheres como para homens e conducente à concretização do pleno potencial e direitos humanos de todos”.

O Governo dos Açores tem atualmente dois projetos nesta área, denominados ‘+TEMPO +VIDA’ e ‘Igualdade é Desenvolvimento’, que, além da promoção de boas práticas de conciliação entre a vida profissional e a vida familiar, bem como a promoção e divulgação de indicadores que permitam às empresas analisar as suas práticas, procuram também o estabelecimento de mecanismos de cooperação e parcerias entre os diferentes parceiros com vista à revisão, atualização e monitorização dos Planos Municipais para a Igualdade.

No ano passado, o Executivo açoriano, através da Secretaria Regional da Solidariedade Social, formalizou um protocolo de colaboração com a Associação de Municípios da Região Autónoma dos Açores e com a Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género para a promoção da adoção de Planos Municipais para a Igualdade em todos os concelhos da Região, estando atualmente estabelecidos e implementados nove protocolos em cinco ilhas do arquipélago.

Neste âmbito, é ainda de referir a existência da Comissão Regional para a Igualdade no Trabalho e no Emprego dos Açores, em funções desde 2011, que tem por missão a promoção da igualdade e não discriminação entre homens e mulheres no trabalho e na formação profissional, a proteção da parentalidade (maternidade e paternidade), assim como a promoção da conciliação da atividade profissional com a vida familiar e privada.

“É incontornável o nosso empenho em mudar o atual estado de coisas, assim como é incontornável a necessidade de continuar a promover e valorizar a igualdade de género no mercado de trabalho”, afirmou Andreia Cardoso.

Pin It on Pinterest