Apreensão de pintura contrafeita

A Polícia Judiciária, através da Diretoria do Norte, identificou o presumível autor de dezenas de pinturas contrafeitas na cidade do Porto.

O suspeito terá reproduzido diversas aguarelas ampliadas do autor portuense Joaquim Costa, algumas assinadas pelo seu punho, outras com a assinatura original cortada, vendendo-as como obras autênticas e de sua autoria.

No âmbito das diligências realizadas, vieram a ser apreendidas, em buscas domiciliárias e no local de trabalho do suspeito, 76 aguarelas falsas.

A investigação prossegue com vista a apurar a extensão do ilícito e da responsabilidade do falsário, um funcionário público de 50 anos, na contrafação de pintura.

Pin It on Pinterest