‘Interações com a diáspora personificam a cultura de origem’

O Secretário Regional Adjunto da Presidência para as Relações Externas defendeu, em Fall River, nos Estados Unidos da América, que as comunidades açorianas, nos diversos países onde estão radicadas, são “claramente determinantes para um efetiva projeção externa dos Açores”.

Rui Bettencourt, que falava perante mais de 500 pessoas no jantar de encerramento da 31.ª edição das Grandes Festas do Divino Espírito Santo de Nova Inglaterra, sublinhou  a relevância crescente que a diáspora açoriana assume na economia, na política, na ciência e na ação cívica.

“É nesta dimensão que as interações com a diáspora personificam a cultura de origem, fomentam as ligações económicas e políticas, fortalecem os elos familiares e sociais” afirmou o governante, frisando que “permitem promover os interesses regionais no estrangeiro”, bem como divulgar internacionalmente a imagem dos Açores.

Para o titular da pasta das Relações Externas, a diáspora “traz uma dimensão mundial aos Açores” devido ao facto de haver Açorianos em todo o Mundo, reforçando assim a Região porque “onde está um Açoriano estão os Açores”.

Pin It on Pinterest