Turquia ameaça bloquear exportações de petróleo do Curdistão

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, forte opositor do referendo sobre a independência do Curdistão iraquiano, anunciou esta segunda-feira que encerrará em breve a fronteira terrestre com aquela região autónoma do Iraque, bem como a intenção de bloquear as exportações petrolíferas daquele território.

Es declarações de Erdogan surgem no mesmo dia em que o Governo autónomo do Curdistão iraquiano promove um referendo sobre a independência da região, contra todas as pressões e ameaças internacionais que rodearam a realização da consulta popular. O chefe de Estado turco focou a questão do oleoduto que o Curdistão utiliza para exportar o seu petróleo para a Europa.

“Temos a válvula. Se a fecharmos, este assunto acaba”, ameaçou.“Veremos depois em quais canais as autoridades regionais do norte do Iraque irão vender o seu petróleo.”

Esta medida pode sufocar a economia do Curdistão iraquiano. Cerca de 550.000 dos 600.000 barris petrolíferos que são produzidos diariamente são exportados através de um oleoduto que conduz ao porto turco de Ceyhan, no Mediterrâneo, no sul da Turquia.

Pin It on Pinterest