Espetáculos ao vivo: aumento de 43% nas receitas e 19% no número de espectadores

Nos espetáculos ao vivo as receitas de bilheteira aumentaram 42,6%, atingindo um valor total de 85 milhões de euros em 2016. O número de espectadores aumentou 18,8%, totalizando 14,8 milhões.

Os museus registaram 15,5 milhões de visitantes, mais 1,9 milhões do que no ano anterior. Este aumento deve-se, na sua maioria, aos visitantes estrangeiros (+1,5 milhões).

Os jornais e revistas, entre outras publicações periódicas, perderam 28,0% de circulação total e 17,6% nos exemplares vendidos.

O cinema teve, em 2016, perto de 15 milhões de espectadores, tendo obtido receitas de bilheteira de 77,2 milhões de euros; em ambos os casos, estes valores representam um aumento de cerca de 3% face ao ano anterior.

Participação da população residente, dos 18 aos 69 anos, em atividades culturais:

• 67,2% assistiu a pelo menos um espetáculo ao vivo;

• 55,0% leu jornais ou revistas, em papel ou na internet;

• 46,4% visitou locais culturais, como museus, monumentos e galerias de arte;

• 45,6% foi pelo menos uma vez ao cinema;

• 38,8% leu pelo menos um livro, como atividade de lazer.

As famílias gastaram em média 845 euros por ano em Lazer recreação e cultura, o que representa 4,2% da sua despesa total.

A população empregada no sector cultural e criativo é mais jovem e escolarizada do que no total da economia. Em 2016 trabalhavam neste sector 81,7 mil pessoas, o que significa uma diminuição de 4,1%, face ao ano anterior.

O Volume de Negócios das empresas do sector cultural e criativo atingiu 4,7 mil milhões de euros em 2015 (mais 5,1% do que no ano anterior). Este sector integrava 52 827 empresas, tendo aumentado 2 156 empresas face a 2014.

Em termos de comércio internacional este sector foi deficitário, em 2016, em cerca de 116,4 milhões de euros: o valor das exportações de bens culturais foi 39,5 milhões de euros (- 30,5% do que no ano anterior) e o valor das importações ultrapassou 155,9 milhões de euros (+ 4,3% face a 2015).

A despesa das Câmaras Municipais em atividades culturais e criativas foi de 385,7 milhões de euros, tendo diminuído 1,7% em relação a 2015.

Pin It on Pinterest