BE apela à greve geral

O Bloco de Esquerda apela aos madeirenses para aderirem à greve geral de 24 de Novembro.

O coordenador regional do Bloco de Esquerda, Roberto Almada, esteve hoje no Mercado dos Lavradores, no Funchal, a apelar à população para que adira à greve geral marcada para o dia 24 de Novembro. Em declarações à comunicação social, Roberto Almada disse ser fundamental que os madeirenses e portossantenses saíam à rua para lutar pelos seus direitos.

“O protesto tem uma razão de ser, os madeirenses e os nossos concidadãos de todo o território nacional vão ser confrontados com a aprovação de um Orçamento de Estado (OE) na Assembleia da República que é um orçamento de terrorismo social, por isso apelo à luta”, reivindicou, acrescentado que no dia 24 às pessoas devem sair à rua para “dizer que não estão de acordo com as políticas do governo”.

O ainda deputado bloquista sublinhou que o OE para 2012 é um orçamento “terrorista” porque caminha no sentido de retirar salários, subsídios de natal e férias aos trabalhadores da administração pública e só vai contribuir para empobrecer mais a população portuguesa e naturalmente os madeirenses.

Roberto Almada alertou para o facto de em Janeiro do próximo ano os níveis de pobreza e de desemprego poderem aumentar devido à subida de impostos e aos cortes nos salários.

O dirigente bloquista afirma que o governo tinha outras alternativas que não cortar salários e pensões.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”]

[fbshare type=”button”]

[twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest