Operação “Cereja”: apreensão de ativos no valor superior a um milhão de euros

A Polícia Judiciária, através Gabinete de Recuperação de Ativos (GRA), concluiu uma operação de arresto e apreensão de ativos no valor superior de cerca de um milhão de euros.

Tal operação, no âmbito da investigação patrimonial e financeira desenvolvida pelo GRA-Lisboa, com vista à identificação, localização e apreensão de ativos, cuja proveniência surge de atividade criminosa pela prática dos crimes de fraude fiscal qualificada e introdução fraudulenta no consumo qualificada, visou identificar, localizar e apreender dez imóveis, vinte e sete bens móveis, um número elevado de máquinas agrícolas, vinte e oito contas bancárias distribuídas por sete instituições bancárias, tudo no valor de cerca de um milhão de euros distribuídos.

O GRA-Lisboa foi chamado a intervir nesta investigação, por determinação do DCIAP – Lisboa, no âmbito de uma investigação criminal desenvolvida pela GNR de Évora pela prática dos crimes de fraude fiscal qualificada e introdução fraudulenta no consumo qualificada.

Pin It on Pinterest