Santa Cruz disponível para dialogar com junta de Gaula

A autarquia de Santa Cruz está disponível para dialogar com a junta de freguesia de Gaula. A garantia foi deixada, hoje, pelo presidente da junta de freguesia de Gaula, Élvio Sousa, no final de uma reunião que teve com José Alberto Gonçalves.

O presidente da junta de freguesia de Gaula, Élvio Sousa, esteve reunido esta manhã com José Alberto Gonçalves, presidente da autarquia de Santa Cruz, para discutir assuntos pendentes de relevância para a qualidade de vida da população da freguesia de Gaula. À saída da audiência Élvio Sousa afirmou que a reunião foi produtiva e que há mais abertura para dialogar por parte do executivo santacruzense.

O presidente da junta de Gaula referiu que pediu a audiência com o presidente da câmara, não por uma questão de “fazer queixinhas”, mas sim porque há já algum tempo que a junta não conseguia ter um interlocutor directo para discussão dos assuntos que dizem respeito à autarquia e que envolvem a população, nomeadamente a construção de dois caminhos, saneamento básico e pavimentação de veredas.

O que aconteceu foi que nós deixamos de ter contacto directo com o vereador das obras públicas da autarquia e estávamos sem respostas para problemas que já apresentamos há mais de um ano e meio”, esclareceu o autarca, acrescentando que a solução que encontraram foi marcar uma audiência com José Alberto Gonçalves.

Élvio Sousa referiu ainda que conseguiu expor os assuntos prioritários ao presidente da autarquia e foi-lhe garantido por parte do edil de Santa Cruz que a autarquia irá, brevemente, encontrar formas de colaboração mais directas e rápidas com a junta de Gaula.

Já, José Alberto Gonçalves disse aos jornalistas que foi encontrada uma forma de funcionar relevante para ambas as partes e garantiu que nunca houve tratamento discriminatório com a junta de freguesia de Gaula,“todas as juntas deste concelho são tratadas de igual forma, acho é que a junta de freguesia de Gaula pode ter algum complexo que esta a ser discriminada em relação às outras mas não está”; garantiu, frisando que os atrasos se devem única e exclusivamente a problemas de carácter orçamental. F.S

Pin It on Pinterest