Futuros desempregados trabalham em obra já inaugurada

Foi uma das inaugurações mais tumultuosas de Jardim na última campanha para as eleições. Hoje, depois da abertura com pompa e circunstância, os operários continuam os trabalhos.

A 7 de Outubro, o presidente do Governo Regional, Alberto João Jardim, inaugurou o arranjo urbanístico da Avenida Sá Carneiro e a nova Praça do Mar. Foi talvez uma das inaugurações mais tumultuosas da campanha para as eleições regionais, marcada por confrontos físicos entre forças partidárias.

Hoje, passadas duas semanas de uma abertura com pompa e circunstância, as obras continuam. De acordo com os trabalhadores, no local, há ainda muito por fazer, porque para o evento foi tudo à pressa.

Mas o trabalho que agora fazem, a maioria com a carta de rescisão de contrato nas mãos, não é realizado com gosto.

Não tenho muitas esperanças no futuro. Tenho quatro filhos para criar, mas ninguém se importa”, confessou um dos operários, que no próximo dia 3 de Novembro cessa funções para a Tecnovia Madeira.

Outros, nas mesmas circunstâncias, referem que estão na Avenida Sá Carneiro entretidos enquanto não vão para o desemprego. Não esquecer que a Tecnovia Madeira tem lançado dezenas de trabalhadores no desemprego, alegando não ter obras.

Por ocasião da referida inauguração, praticamente nas vésperas da eleição para a liderança do Governo Regional, o Partido da Nova Democracia acusou a “máquina jardinista” de gastar cerca de 500 mil euros em horas extraordinárias.

No entanto, a avaliar pelas movimentações e material de construção no local, o tempo não foi suficiente para terminar o, já dado por finalizado, arranjo urbanístico da Avenida Sá Carneiro e a nova Praça do Mar.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”]

[fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest