PS/M vai a eleições directas em Dezembro

O Partido Socialista da Madeira vai a eleições directas nos dias 9 e 10 de Dezembro. Jacinto Serrão, actual líder dos socialistas, prometeu lutar contra as medidas de austeridade.

Os socialistas reuniram, hoje pela manhã, a Comissão Política Regional. Ficou decidido que as eleições directas para a liderança do PS/Madeira terão lugar nos dias 9 e 10 de Dezembro e que o Congresso reunirá nos dias 14 e 15 de Janeiro.

Jacinto Serrão reafirmou, na oportunidade, a defesa dos interesses dos madeirenses e dos portossantenses e criticou os políticos que agora se calam perante as injustiças sociais. No seu entender as medidas apresentadas pelo Governo da República, do PSD e do CDS/PP, promovem o empobrecimento do país e das regiões autónomas.

Já desde a campanha eleitoral que a população é lograda, observou, dizendo mesmo que os responsáveis políticos dos partidos da direita mentiram à população. Até porque as propostas apresentadas no Orçamento de Estado para 2012 “estão a anos-luz daquilo que foi acordado com a Troika”.

“Isto não pode passar incólume perante a opinião pública”, considerou Jacinto Serrão. Não quando o Primeiro-Ministro, Pedro Passos Coelho, e o seu Governo continuam insensíveis para com os problemas verificados na sociedade.

O líder regional do PS lamentou também a eventual perda autonómica da Região Autónoma da Madeira. E, neste contexto, criticou a postura de Alberto João Jardim, que não dá uma palavra de esperança “às famílias angustiadas e aos empresários com a corda ao pescoço”, mas também do líder dos populares.

O aumento insuportável dos impostos, o fim do financiamento às regiões autónomas, o fim dos apoios da Europa são preocupantes. E, mais do que no território continental, “aqui vivemos uma situação aflitiva que importa combater”.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”]

[fbshare type=”button”]

 

Pin It on Pinterest