Câmara de filmar em casa-de-banho ainda gera burburinho

A descoberta de uma câmara de filmar numa casa-de-banho da Câmara de São Vicente tem dado que falar.

Não é uma situação inédita no território nacional, ainda recentemente descobriu-se um caso semelhante num hospital, mas a descoberta de uma câmara de filmar numa das casas-de-banho da Câmara Municipal de São Vicente tem dado que falar.

Os residentes no concelho não conhecem pormenores, mas a maioria já ouviu falar do assunto e do constrangimento gerado no interior da autarquia vicentina. “Nunca pensei ouvir semelhante coisa. As pessoas não têm mesmo vergonha”, refere uma interlocutora.

Em declarações ao CidadeNet, o presidente da Câmara Municipal de São Vicente, Jorge Romeira, explicou que o caso, que se conhece há cerca de 3 meses, está agora em segredo de justiça, competindo às autoridades apurar responsabilidades.

Desde o aparecimento da câmara de filmar nas instalações sanitárias, foram ouvidos vários funcionários. “O processo interno deu origem a um processo disciplinar, mas por se tratar de um crime semi-público foi entregue ao Ministério Público”.

O autarca sublinhou que, dado que o tema foi parar aos meios de comunicação social, qualquer informação, que não aquela transmitida pela autarquia, é “mero boato”. Isto porque, nos últimos tempos, muito se tem falado sobre o assunto, mas até prova em contrário “toda a gente é considerada inocente”.

Certo é que, constrangimentos à parte, rumores não confirmados dão conta que o funcionário em causa, acusado da instalação da referida câmara de vídeo, já apresentou a sua carta de demissão. Mas sobre estas informações, “nada mais tenho a adiantar”, concluiu Jorge Romeira.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”]

[fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest

Advertisment ad adsense adlogger