Romeira não concorda com a extinção de freguesias

O presidente da Câmara Municipal de São Vicente não concorda com a extinção de freguesias.

O presidente da Câmara Municipal de São Vicente, Jorge Romeira, não concorda com a extinção de freguesias. A reforma da administração local, prevista pelo atual Governo da República, coloca em causa toda a política de proximidade desenvolvida pelas juntas de freguesia e demais entidades públicas.

Hoje pela manhã, à margem de uma visita escolar à Câmara Municipal de São Vicente, o político explicou que cada localidade tem as suas tradições populares muito enraizadas. Pelo que não podemos, de um momento para outro, agregar juntas de freguesia. “Não sei se esta ideia do Governo vai resultar. As pessoas estão muito agarradas às suas raízes”.

O autarca acrescentou, tendo em conta uma reunião com a Associação de Municípios da Região Autónoma da Madeira para analisar estas medidas, que o corte na despesa será praticamente inexistente. Mesmo porque, com a extinção destes organismos, o trabalho por eles desenvolvido tem de continuar. “O dinheiro vai ser gasto na mesma”.

Acrescente-se também que, no passado fim-de-semana, o concelho de São Vicente acolheu uma campanha de combate ao Acidente Vascular Cerebral (AVC). A adesão da população, que aproveitou para rastrear os níveis de glicemia, de colesterol e a tensão arterial, confirmou a importância da ação.

Jorge Romeira, que também é médico, sublinhou que estas patologias são generalizadas a toda a população. Se anteriormente as pessoas das zonas mais rurais estavam, de algum modo, salvaguardas, isso já não se verifica.

Esta iniciativa, a qual se junta outra a propósito do Dia Mundial da Diabetes, mostra a política social desenvolvida e o empenho no bem-estar dos munícipes. “A Câmara de São Vicente está disponível para colaborar com qualquer instituição”, concluiu.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”]

[fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest