CDS exige mais policiamento na escola do Caniço

O CDS está preocupado com o assédio de que estão a ser alvo alguns alunos da Escola Básica do 2º e 3º Ciclo do Caniço para consumirem drogas.

A presidente da concelhia de Santa Cruz do CDS/Madeira, Leontina Serôdio, apelou hoje à Polícia de Segurança Pública (PSP), que reforce o policiamento, junto e nos arredores, da Escola Básica do 2º e 3º Ciclo do Caniço, de maneira a travar o assédio de alunos para consumirem drogas. Em conferência de imprensa, junto do referido estabelecimento de ensino a dirigente centrista explicou que os pais dos alunos que frequentam a escola têm feito queixas e mostram-se preocupados com esta situação. Os encarregados de educação pedem mais policiamento na zona, nomeadamente do programa da PSP “Escola Segura”.

“Estamos a ser cada vez mais afectados por casos de crianças e pré-adolescentes que são assediados a experimentar droga”, refere Leontina Serôdio, acrescentando que este é um problema que tende a agravar-se se o policiamento não for redobrado. “As crianças procuram tudo o que é novidade e são facilmente aliciadas”, alertou.

A dirigente do CDS sublinhou que o problema da droga não traz só consequências no presente mais também no futuro. “Este problema traz consequências gravíssimas não só no presente, mas também no futuro, por isso apelamos à PSP para que faça uma patrulha mais eficaz e preventiva de forma a evitarmos problemas de maior”, advertiu.

Leontina Serôdio chamou ainda à atenção para o facto deste problema não estar só a preocupar os pais, mas também os moradores da zona que dizem sentir movimentações estranhas nos terrenos baldios e mais desprotegidos.

[twitter style=”vertical” float=”left”]

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”]

[fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest