“É preciso voltar às origens”

Voltar as origens” é uma das soluções apresentadas por António Trindade para enfrentar os efeitos da crise no turismo.

“É preciso voltar às origens, a agricultura, às pescas para criar novos nichos de mercado de turismo na Madeira”. A frase é do hoteleiro António Trindade e foi proferida, esta manhã, numa conferência sobre “Orientação Profissional”, organizada pela Escola da APEL, da qual, o empresário hoteleiro foi um dos oradores convidados.

Na ocasião, António Trindade defendeu que devido a conjuntura económica que o país e a Região atravessam é fundamental que as novas gerações, que dão agora os primeiros passos na área empresarial do turismo, apostem nas origens.

“É muito importante que as pessoas comecem a pensar que há uma agricultura e que existem as pescas que pode ser muito mais requintadas para servir o nosso turismo. Temos de trabalhar muito nos nichos que servem o turismo como a agricultura, as pescas, às informáticas, à formação nas áreas específicas das cozinhas são estes nichos de oportunidade que devem ser assumidos pelas classes mais jovens porque são eles que podem fazer a diferença”, salientou, acrescentando os jovens não devem esquecer que é fundamental investir na formação.

António Trindade lembrou que as taxas de ocupação hoteleira, neste momento, não são muito favoráveis sendo de prever que não haja crescimento da oferta nos próximos tempos.

O empresário hoteleiro considera que o mais importante, agora, é conseguir “feeders” para abastecer a oferta turística e hoteleira da Madeira.

Por sua vez, Rubina Berardo, falou aos alunos sobre a sua experiência profissional de estudar e trabalhar fora de Portugal defendendo que os estudantes devem apostar na sua formação e estudar fora da sua terra porque é um enriquecimento para a vida, além de ser uma mais-valia para o curriculum.

Esta conferência organizada pela APEL tem como principal objectivo sensibilizar os alunos para diferentes áreas, consciencializar para a prática profissional que difere da prática formativa e abordar as situações reais da pratica profissional.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”]

[fbshare type=”button”]

[twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest