CDU vai votar contra orçamento da CMF

A CDU vai votar hoje contra o Orçamento e Plano da Câmara Municipal do Funchal (CMF) para 2012.

“O atual orçamento e plano traduz-se numa política de capitulação e de rendição  da maioria face à situação existente, na esteira do Governo Regional que capitula perante o Governo da República e a ‘troika’”, considerou Artur Andrade, esta manhã em conferência de imprensa junto ao edifício da CMF.

O vereador da CDU entende, também, que o referido orçamento e plano é “de investimento zero”, pois “perante o aumento das bolsas de pobreza e dos dramas das famílias não privilegia  a intervenção social”.

Artur Andrade criticou, ainda, que o Orçamento e Plano da CMF “não reorienta o investimento”, pois mantém obras como a ciclovia ou o Jardim do Almirante Reis “em detrimento” das pequenas obras.

Paralelamente, “o plano não assume a postura exigente e reivindicativa perante o Governo Regional, nomeadamente no que respeita à Lei de Meios. É por isso um orçamento de verbas não definidas e um orçamento e plano é de capitulação e de rendição que só pode merecer o voto contra da CDU”, concluiu o vereador comunista.

O Orçamento e Plano da Câmara Municipal do Funchal (CMF) para 2012 está a ser discutido neste momento em reunião camarária.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”]

[fbshare type=”button”]

[twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest