Povo está indignado com a Horários do Funchal (Vídeo)

 

Partido Trabalhista diz que “é um insulto e um ataque aos trabalhadores”.

O Grupo Parlamentar do Partido Trabalhista Português deixou hoje alguns reparos à postura da empresa Horários do Funchal.

“As pessoas estão indignadas e com toda a razão, porque têm de contar a sua vida toda para obter um passe social”, referiu José Manuel Coelho, a propósito da burocracia exigida aos utentes.

Trata-se de uma situação lamentável, que não se coaduna com a prestação do serviço público na Região. Os direitos adquiridos não podem ser colocados em causa. “A cidade do Funchal tem os passes mais caros da União Europeia. O que é uma vergonha, atendendo a um nível de vida dos mais baixos”.

A iniciativa decorreu em frente ao Centro Comercial Anadia, local onde se encontra uma das bilheteiras da transportadora pública. José Manuel Coelho acrescentou mesmo que outras cidades mundiais têm uma política de transportes públicos diferente, em que os mais idosos e os mais carenciados não são prejudicados.

“Na cidade de São Paulo, no Brasil, os reformados não pagam passe para viajar nos transportes públicos”. E é esta postura que se exige na Madeira. Porque o que agora se verifica, concluiu o deputado trabalhista, “é um insulto e um ataque aos trabalhadores e às classes desfavorecidas”.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest