Pouca adesão na manifestação pelo ARMAS (VÍDEO e FOTOS)

Foram poucos os que se deslocaram ao Porto do Funchal para mostrar a sua indignação.

Algumas dezenas de pessoas concentraram-se esta manhã no Porto do Funchal para manifestar a sua indignação pela saída do armador espanhol Naviera Armas da linha Funchal-Portimão. Gil Rodrigues o impulsionador do movimento “Todos à Pontinha” criado no facebook declarou ao CidadeNet que é com muita tristeza que vê o “ARMAS” sair da Madeira. O motards já tinha um encontro marcado com outro grupo de motards de Canárias que com a partida do ferry não vai chegar a concretizar-se.“Isto é regredir ao 25 de Abril quando foi retirada uma ligação entre a Madeira e o Continente. Nós motards fazíamos algumas viagens antes do ARMAS vir, mas era muito dispendioso porque mandávamos as motos e íamos de avião. Este ano já tínhamos programado um intercâmbio com os motards de Canárias e inclusive já tínhamos marcações de hotéis, restaurantes e agora será tudo desmarcado”, revelou o motards desiludido. Para além dos motards que levaram alguns cartazes a criticar a secretária dos transportes, Conceição Estudante, “Estudante faz juz ao teu nome baza!!!”, encontramos alguns populares com cartazes e bandeiras com mensagens de apoio ao ARMAS, “Armas não te vás embora ou eu amo o Armas”.

Também alguns partidos políticos como o CDS, PAN, PND e PTP estiveram no Porto do Funchal a manifestar a solidariedade para com o armador espanhol.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”]

[fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest