PSD critica aproveitamento político da fome

Deputados rejeitam aproveitamento político das carências alimentares das famílias.

O Grupo Parlamentar do PSD/Madeira pediu uma audição parlamentar com a presidente do Banco Alimentar contra a Fome, Isabel Jonet, que vem à Região Autónoma da Madeira na próxima semana. O objetivo é contextualizar o trabalho da instituição, seja ao nível nacional, seja ao nível regional.

Rafaela Fernandes, porta-voz da iniciativa, destacou o trabalho realizado e rejeitou qualquer aproveitamento político da crise social e económica, sobretudo desta carência alimentar das famílias, tal como tem acontecido com as atividades de determinados partidos, caso do Partido da Nova Democracia.

“Jamais farei um aproveitamento da situação de carência das pessoas, a chamar jornalistas para entregar sacos de supermercado. Acho que isso é um aproveitamento político que não tem a mínima dignidade”.

A deputada reafirmou que o PSD/Madeira quer criar soluções para o atual cenário de dificuldades sociais dos madeirenses e portossantenses e acrescentou que, contrariamente aos partidos da oposição, não podemos apenas criticar.

O PSD/Madeira não sabe os números concretos das famílias que estão em dificuldades, mas acredita que as várias instituições, como a Conferência Vicentina, a Cáritas do Funchal ou a Associação Protetora dos Pobres, estão atentas.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest