MPT solidário com trabalhadores da Ilma

Cerca de 90 trabalhadores da empresa Ilma estão com salários em atraso há vários meses.

O MPT deslocou-se hoje à empresa Ilma no sentido de abordar a situação dos trabalhadores com salários em atraso, a paragem de laboração industrial de matéria prima e o corte de água.

São cerca de 90 trabalhadores com salários em atraso, o que representa dezenas de famílias que estão a passar por dificuldades”, apontou Roberto Vieira.

Desta forma, o deputado do MPT apela à Câmara Municipal do Funchal que seja “sensível e retorne o fornecimento de água” para que a empresa em causa possa continuar a laborar. “Através de um acordo entre a administração da Ilma e a câmara isto é possível. Não é cortar água e limitar a produção que resolve o problema”, observou.

Roberto Vieira pede também à administração da empresa Ilma que assuma as suas responsabilidades, no sentido de se resolver os interesses dos trabalhadores (pagamento dos salários) e da própria empresa.

O dirigente do MPT apela ainda ao Governo Regional para tomar medidas que evitem o encerramento da Ilma. “O governo também tem responsabilidade nesta matéria, uma vez que detém parte da empresa. Por isso, deve tomar medidas pensando nas dezenas de famílias e nos 90 trabalhadores que estão em risco de perder o emprego, caso a empresa não seja ajudada”, concluiu.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”]

[fbshare type=”button”]

[twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest