Reaberto Observatório Microbiano dos Açores

A principal novidade passa pela existência de uma Cafetaria Termal.

O Secretário Regional da Ciência, Tecnologia e Equipamentos presidiu hoje à reabertura do Observatório Microbiano dos Açores (OMIC), situado junto às Caldeiras das Furnas, um dos seis Centros de Ciência dos Açores.

O OMIC promove e divulga a importância dos seres vivos microbianos do planeta Terra, dando ênfase à biodiversidade microbiana existente nas nascentes termais açorianas. José Contente valoriza e defende o contributo deste espaço, definindo-o como “uma porta avançada na divulgação científica com aplicabilidade no setor turístico, uma vez que já há turismo qualificado que nos visita”. Os próprios roteiros turísticos já incluem, não só os aspetos de natureza ambiental, cultural e patrimonial, mas também científico, como o Roteiro dos Centros de Ciência.

Para além de um espaço renovado, o OMIC dispõe agora de uma Cafetaria Termal, um espaço que utiliza a água da nascente termal para bebidas de infusão, entre outras valências temáticas.

A rede de Observatórios dos Açores são pontos de atração para o turismo científico e respondem a dois desafios fundamentais, na opinião do governante. Por um lado, divulgam o que de melhor a Região tem ao nível do património natural e científico, com qualidade e rigor, e por outro lado, podem despertar a investigação para projetos com impacto na economia do conhecimento.

O OMIC – centro de divulgação científica e tecnológica – promove o conhecimento sobre a biodiversidade e a ecologia microbiana, sublinhando a sua importância para o equilíbrio e a evolução dos ecossistemas na Terra, com particular atenção para os ecossistemas açorianos.

[twitter style=”vertical” float=”left”] [fbshare type=”button”] [fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”]

Pin It on Pinterest