Requalificação urbana da frente mar da cidade da Horta

Vasco Cordeiro explica que a aposta é “transformarmos por completo a relação que a cidade da Horta tem com o mar”.

O Secretário Regional da Economia considerou hoje que há um “interesse regional” na requalificação da frente marítima da Horta, que vai muito para além do interesse da cidade e da própria ilha do Faial.

A opinião foi avançada por Vasco Cordeiro durante a cerimónia de assinatura de um contrato ARAAL de cooperação entre o Governo e a Câmara Municipal da Horta tendo em vista a realização dos estudos e projetos necessários à obra de requalificação urbana da frente mar da cidade faialense.

Segundo referiu o governante, a intervenção na frente marítima da cidade da Horta, na qual se integra também o projeto de requalificação urbana, faz parte de uma “estratégia coerente e devidamente articulada de valorização da nossa relação com o mar e de potenciar a forma como cada uma das nossas ilhas pode beneficiar dessa relação”.

É neste quadro, explicou Vasco Cordeiro, que devem ser vistas as obras que decorrem aqui no porto da Horta, com a construção, já em fase de finalização, do terminal de passageiros e de toda a infraestrutura que se situa na zona norte da baía, bem como em São Jorge e no porto da Madalena.

Quanto ao projeto para a requalificação urbana da frente mar da Horta, cujo estudo será apoiado pelo Governo no montante de 325.000 euros, o Secretário Regional da Economia referiu que aquela intervenção, “mais dirigida à malha urbana e à rede viária”, contribuirá para “transformamos por completo a relação que a cidade da Horta tem com o mar”.

[twitter style=”vertical” float=”left”] [fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest