CDS quer acabar com ‘mordomias’

Os ‘populares’ vão promover uma petição pública para se acabar com “as mordomias” dos deputados.

A decisão foi anunciada esta manhã, após uma reunião de trabalho do grupo parlamentar do CDS/PP. “Vamos avançar, já a partir de amanhã, com uma petição pública e convidar todas as pessoas, indiferentemente dos partidos, a assiná-la. Queremos que haja justiça e que haja uma moralidade na atuação política”, frisou António Lopes da Fonseca.

O líder da bancada centrista recordou, ainda, que o PSD chumbou uma proposta do seu partido que ia no sentido de se pôr fim aos subsídios de reintegração e às reformas vitalícias dos deputados, à semelhança do que já acontece na Assembleia da República e na Assembleia Legislativa dos Açores.

“A Madeira não pode ser um exemplo pela negativa. Por isso, quanto mais pessoas assinarem a petição, mais força ela terá e poderemos, quem sabe, voltar a discutir o assunto na Assembleia”, defendeu Lopes da Fonseca.

O deputado do CDS lembrou, ainda, que a Assembleia Legislativa da Madeira despende em subsídios de reintegração e em subvenções vitalícias cerca de 1,5 milhões de euros.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”]

[fbshare type=”button”]

[twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest