MPT denuncia obras em atraso em Câmara de Lobos

João Isidoro aponta que o Governo Regional “ainda não enviou um único cêntimo” para o concelho no âmbito da Lei de Meios.

O MPT denunciou hoje, em conferência de imprensa, que tem recebido muitas queixas da população de Câmara de Lobos relativas a pequenas e médias obras, “umas da responsabilidade da câmara e outras do Governo Regional”, que “há vários anos esperam por uma intervenção”.

“Estas situações agravaram-se com o temporal de 20 de Fevereiro de 2010”, apontou João Isidoro, dando como exemplo a estradas Covão/Panasqueira que “está completamente destruída”, situação que representa grandes riscos para a circulação automóvel.

O dirigente do MPT frisou, também, que existem no concelho de Câmara de Lobos diversas estradas municipais e regionais onde aconteceram derrocadas. “Até hoje as referidas acessibilidades não foram alvo de obras de intervenção, pondo em risco a circulação automóvel”, observou.

João Isidoro denunciou, igualmente, que após o temporal de 20 de Fevereiro o Governo Regional “ainda não enviou um único cêntimo” para o concelho de Câmara de Lobos, lembrando que a câmara elaborou um relatório a dar conta dos prejuízos.

“Se já vieram mais de 200 milhões de euros no âmbito da Lei de Meios não é aceitável que o governo não tenha transferido para Câmara de Lobos dinheiro para ao menos resolver as obras prioritárias”, concluiu o dirigente do MPT.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest