Postos de vigilância florestal estão abandonados

Denúncia é do Partido Trabalhista Português. Coelho lamenta danos para o ambiente.

Os postos de vigilância florestal, construídos pelo Governo Regional para vigiar as serras e combater os incêndios, estão abandonados. Um dos exemplos está no sítio das Fontainhas, na Quinta Grande.

José Manuel Coelho, dirigente do Partido Trabalhista Português, lamentou hoje que os investimentos realizados, com o apoio de fundos comunitários, não estejam ser devidamente utilizados.

“Muitos incêndios que têm ocorrido nas serras da Madeira poderiam ser evitados se as torres de vigilância estivessem a funcionar. Se o fogo for detetado no início os bombeiros têm mais hipóteses de o controlar”.

O porta-voz da iniciativa do PTP apelou assim ao Governo Regional, por intermédio da Secretaria Regional do Ambiente e Recursos Naturais, para reativar aqueles equipamentos de proteção da natureza. “O Governo não se interessa com isto e é uma pena”.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest