Orçamento é para cumprir doa a quem doer

Jardim disse que era um homem livre e que não era obrigado a estar no plenário.

Alberto João Jardim abandonou há minutos o Parlamento Regional mas ainda falou aos jornalistas para  dizer que é um homem livre e que não é obrigado a estar no plenário porque o Plano e Orçamento para 2o12 está bem entregue aos membros do seu governo, nomeadamente de Ventura Garcês.

Questionado sobre o facto da opinião pública considerar que este orçamento duro e implacável Jardim respondeu que já está habituado a que a oposição diga “barbaridades” sobre todos os orçamentos. “Desde 1977 que a oposição diz essas coisas. Eu já nem ligo”, atirou, acrescentando que “este orçamento é para cumprir e para executar doa a quem doer”, concluiu.

Pin It on Pinterest