APD com mais pedidos de apoio

A delegação da Madeira da Associação Portuguesa de Deficientes (APD) recebe em média um pedido de apoio por dia.

Diariamente recebemos pedidos de ajuda. Desde Janeiro de 2012 foram mais de 90 as pessoas que nos vieram procurar para pedir apoios a nível de cadeiras de rodas, próteses, aparelhos auditivos, camas ortopédicas, ajuda para pagar rendas (em caso de desemprego), ou seja de tudo em pouco”, apontou Filipe Rebelo.

Na base desta procura crescente está, segundo o responsável pela APD, a atual conjuntura económica e os baixos rendimentos. “Estamos a falar de pessoas que recebem entre 200 a 300 euros de pensão de invalidez”, frisou.

Filipe Rebelo falava ao início desta tarde, após ter sido recebido em audiência pelo Representante da República para a Madeira.

Na ocasião, a delegação da Madeira da APD levou a Ireneu Barreto algumas preocupações, onde se incluem a quebra da retenção do IRS para as pessoas portadoras de necessidades especiais.

No encontro, Filipe Rebelo alertou, ainda, para a necessidade de haver uma redução no preço do atestado de multiusos (documento que comprova a incapacidade igual ou superior a 60%), o qual sofreu um agravamento na ordem dos 500%. “Já ajudamos 10 pessoas a obter esse atestado, no valor de 500 euros (50 euros por pessoa)”, observou.

Na reunião, os membros da APP pediram também ao Representante da República que transmitisse ao Governo da República sobre a necessidade de haver um aumento das pensões para os portadores de necessidades especiais.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest