“É possível fazer mais com menos dinheiro”

Apesar da austeridade Manuel António está preparado fazer face ao Orçamento e Plano de 2012.

A finalizar as intervenções do Governo, neste debate do Orçamento e Plano, esteve o secretário regional do Ambiente e Recursos Naturais, Manuel António Correia, que teve o discurso mais “político” de todos governantes.

Manuel António como todos os restantes secretários frisou que os tempos são difíceis, o orçamento é de austeridade mas considera que é possivel fazer mais, embora com menos dinheiro. Criticou ferozmente o Estado Português:”recebemos cada vez menos do Estado, mas este é que decide quanto transfere, e obstaculiza, desde o governo socialista anterior, fontes da receita alternativa, como é o caso do Centro Internacional de Negócios da Madeira. Acresce que o Estado deixou de cumprir as mais elementares regras de solidariedade e coesão nacional impostas pela constitucionalidade, mas também pelo bom senso”, criticou o governante, acrescentando que “somos cada vez mais autónomos para pagar, mas não somos autónomos para criarmos os meios para podermos pagar”.

O governante anunciou ainda que o Governo Regional negociou para 2012, no sector da agricultura, a redução das comparticipações regionais no PRODERAM, de 15 para 5%. “Em consequência, na principal rubrica do PRODERAM, destinada ao apoio a entidades privadas e autarquias, apesar do valor orçamentado ter descido de 4,4 para 1,7 milhões de euros, o valor efectivo de investimentos na agricultura induzido por essas verbas passa de 29,7 para 34,6 milhões de euros, subindo assim 16,5%”, justificou o governante.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest