Garcês critica propostas da oposição

As propostas de alteração ao Orçamento Regional apresentadas pela oposição não foram credíveis.

O secretário regional do Plano e Finanças confessou há pouco no parlamento que o Plano de Ajustamento Financeiro da Madeira não reflete aquilo que o Governo Regional pretendia, pois foi imposto pelo Governo da República.

Garcês disse, por exemplo, que a Região pretendia um esforço fiscal menor em termos de impostos.

O governante afirmou ainda que reconhece que o Plano e Orçamento Regional para 2012 exige grandes sacrifícios às empresas e famílias madeirenses.

“Este é um plano, duro mas não temos alternativa. Além disso, as propostas de alteração ao plano apresentadas pela oposição também não foram credíveis”, disse Garcês.

O secretário regional defendeu ainda que o orçamento é “o instrumento ideal para alavancar a economia” da Madeira. “Esta é  a nossa prioridade absoluta, pois só com  o desenvolvimento económico é que haverá mais emprego”, frisou.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest