Maior fatia foi para a EEM

O total de avales em 2011 foi de 290 milhões de euros.

No referido período, o maior montante, 220 milhões, foi para Empresa Eletricidade da Madeira (EEM).

Quem o disse foi Pedro Coelho, do PSD, durante a discussão do  projeto de decreto legislativo, da autoria do PS, intitulado “Sétima alteração ao decreto legislativo regional nº247/2002/M, de 23 de Dezembro, que estabelece o regime jurídico da concessão de avales pela RAM”.

O deputado social-democrata disse ainda que, entre 2004 e 2008, o montante dos avales diminuiu. “O montante de avales muitas vezes foi inferior aos 50% daquilo que estava estipulado”, sublinhou.

A proposta socialista visa em limitar, por exemplo, os avales em 50% da dívida directa, bem como limitar os avales concedidos ao sector público empresarial.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

 

Pin It on Pinterest