Venezuelanos aguardam ‘evolução política’

Os venezuelanos e os emigrantes estão confiantes que haverá uma mudança política na Venezuela, a qual será crucial para a estabilidade naquele país.

Olavo Manica referiu ao Cidade Net que são poucos os emigrantes na Venezuela que estão a regressar à Madeira. “Vem um ou outro, mas num número bastante inferior àquele que acontecia há alguns anos atrás”, indicou.

Na opinião do presidente da direção do Centro Social das Comunidades Madeirenses, a referida situação está a acontecer porque as pessoas estão a aguardar pelo resultado das eleições na Venezuela. “As pessoas estão esperançosas que haja uma mudança de regime político. Por isso, aguardam pelo resultado antes de venderem as suas propriedades”, salientou.

“Por exemplo, tenho alguns amigos que têm algumas propriedades na Venezuela e que tinham compradores interessados, mas acabaram por decidir não as vender nesta fase até verem se há uma mudança política a 7 de Outubro deste ano. Se houver a tal mudança política as propriedades acabarão por valer o dobro logo a seguir às eleições”, complementou Olavo Manica.

Aquele responsável considera que o oponente de Hugo Chavez, o advogado político Henrique Capriles Radonsky, tem sérias hipóteses de vencer. Tal facto se deve ao sentimento dos venezuelanos de que é necessário uma mudança política, mas também ao estado de saúde do atual líder.

“A Venezuela necessita de uma evolução em termos governativos. Ou seja precisa de um governante que una o país, pois Hugo Chavez esteve treze anos desunindo. É preciso um presidente que governe para a Venezuela”, defendeu Olavo Manica.

“Neste momento, as pessoas querem trabalhar em paz, que se respeite a propriedade privada e que a presidência seja ocupada por alguém que dê confiança ao país”, acrescentou o presidente do Centro Social das Comunidades Madeirenses.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest