PS exige plano social ao Governo Regional

Para ajudar a combater a “pobreza envergonhada”.

O PS/Madeira esteve reunido, esta tarde, com a direção da Cáritas Diocesana do Funchal para se inteirar sobre a atual situação de pobreza na Região. À saída do encontro o líder regional do PS, Victor Freitas, referiu que há uma nova “classe” de pobres, a chamada “a pobreza envergonhada”, ou seja, pessoas que estão a passar por muitas dificuldades mas não se sentem à vontade para pedir ajuda. Para os cidadãos que se encontram nessa situação Victor Freitas aconselha que contactem a Cáritas através de canais próprios e com a garantia de que a ajuda é dada de forma sigilosa, sem expor ninguém.

É perante este cenário e com o números de desempregados a crescer de dia para dia que o líder dos socialistas madeirenses exige que o Governo regional crie um plano de emergência social para ajudar as famílias que atualmente se depararam com grandes dificuldades económicas.

Victor Freitas aproveitou, a ocasião para relembrar que o plano de emergência financeira já foi assinado a 27 de Janeiro e até ao momento ainda não chegou nenhuma verba a Madeira, enquanto que quando foi Portugal a pedir ajuda ao FMI o dinheiro entrou nos cofres do Estado 14 dias depois. “É estranho que até hoje dia 19 de Abril ainda não tenha chegado nenhuma verba aos cofres da Região”, apontou o deputado socialista.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest