CDU quer salvaguardar terrenos em Santa Rita

A ideia é tomar medidas preventivas para que o novo hospital seja construído logo que as condições económicas e financeiras sejam viáveis.

“É necessário garantir o terreno de Santa Rita, tendo em vista a construção do novo hospital logo que seja possível obter um financiamento com o apoio da República e da União Europeia. Ora se nesta data, em sede de revisão do PDM (Plano Director Municipal), não forem tomadas medidas preventivas para garantir o terreno, bem podemos dizer que nunca mais teremos hospital”, frisou Dírio Ramos, hoje antes da reunião na Câmara Municipal do Funchal (CMF).

O vereador da CDU na CMF apontou, ainda, que cabe ao município tratar da urbanização da cidade. “Como é o município que trata da urbanização da cidade e não o governo, a nossa proposta é que a CMF, com carácter de urgência extrema, exija ao Governo Regional os dados prospectivos para a execução do novo hospital, de modo a que o PDM contemple estas medidas preventivas para garantir o terreno na nossa cidade para o novo hospital”, frisou.

Recorde-se que o PDM do Funchal está em fase de revisão e, segundo Dírio Ramos, “vai valer, a partir desta data, por um horizonte real de 20 anos”.

O vereador da CDU na Câmara Municipal do Funchal defende, ainda, que a população deve participar na discussão do PDM.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest