Chuva de Abril ajuda plantações

Raimundo Quintal diz que a precipitação que se tem feito sentir nos últimos dias tem “ajudado bastante” a sobrevivência das plantações.

A Associação dos Amigos do Parque Ecológico do Funchal (AAPEF) realizou este sábado mais uma jornada de trabalhos de manutenção das plantações do Pico do Areeiro e do Campo de Educação Ambiental do Cabeço da Lenha.

Em declarações ao Cidade Net, Raimundo Quintal referiu que foi mais um dia de “árduo trabalho por uma boa causa”, sendo o resultado positivo.

“Na jornada de hoje estivemos a realimpar aquelas espécies infestantes que têm surgido depois do fogo, sobretudo a carqueja e a giesta, no sentido de proteger as plantações”, apontou o presidente da AAPEF.

Raimundo Quintal indicou, ainda, que a chuva que se tem feito sentir nos últimos dias tem “ajudado bastante” a sobrevivência das plantações. “Estivemos a plantar entre Outubro e Março, por isso ainda é muito cedo para se dizer como está a ser a evolução das espécies plantadas. O que pretendemos para já é que as plantas não morram. Por isso, vamos continuar a trabalhar, semana após semana, para que as plantas sobrevivam”, garantiu.

O responsável pela AAPEF lamenta, no entanto, que a falta de chuva tenha condicionado o número de plantações. “Podíamos ter plantado muito mais entre Outubro e Março. Mas, felizmente, tem chovido um pouco durante este mês de Abril, o que tem ajudado bastante. Ainda hoje, por exemplo, caiu um pouco de granizo no Pico do Areeiro”, transmitiu.

No que concerne aos voluntários que se têm associado à jornada de trabalhos de manutenção das plantações, Raimundo Quintal diz que o número tem variado. “Hoje tivemos cerca de 20 e tal pessoas. Mas há duas semanas tivemos à volta de 70. O que importa é que temos sempre voluntários dispostos a ajudar”, concluiu.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest