CDU defende novo modelo de gestão dos bairros

O objetivo é fazer com que os moradores tenham um papel mais ativo na resolução dos problemas que afetam aqueles espaços.

No âmbito da iniciativa política intitulada “Pensar a Cidade e o Concelho do Funchal”, a CDU visitou esta manhã o Bairro de São Gonçalo. Na ocasião, os comunistas abordaram questões relacionadas com a participação dos moradores na gestão e manutenção dos bairros sociais e das diferentes infra-estruturas e espaços de utilização comum existentes nos complexos habitacionais do Funchal.

Muitos dos bairros são da Câmara Municipal do Funchal (CMF) e outros estão sob a gestão da Investimentos Habitacionais da Madeira (IHM). Acontece que na gestão dos bairros os moradores estão marginalizados, pois são estranhos às decisões tomadas pela CMF e pela IHM”, apontou Artur Andrade.

Porém, o vereador da CDU na CMF defende que os moradores devem ter “uma palavra a dizer” a nível da gestão dos bairros. “Muitos problemas arrastam-se nos bairros, desde problemas referentes à manutenção das casas e dos equipamentos, sem que da parte das entidades administrativas haja resposta às necessidades dos moradores”, observou.

É necessário um novo modelo de gestão onde os moradores sejam participantes, tenham direito à palavra, sejam interventivos, tenham direito a ter os seus representantes na gestão do bairro, de forma a se responder mais celeremente aos problemas que diariamente existem no que respeita à gestão dos espaços, dos equipamentos e das habitações”, complementou Artur Andrade.

Desta forma, a CDU defende que a CMF e a IHM deveriam de promover a existência e a formação de comissões de moradores, proporcionando, assim, que a população “tenha um papel” mais ativo na resolução dos diversos problemas existentes nos bairros do concelho do Funchal.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest